Hipertensão versus Nutrição

10 jun

Bom dia, meninas. Como já havia falado, hoje vamos bater um papo sobre mais uma dessas doenças bem comuns na população de hoje em dia: a hipertensão arterial.

hip1

A hipertensão pode-se caracterizar como uma pressão muito forte exercida pelo sangue em movimento na parede das artérias. A hipertensão não tem cura, porém, pode ser controlada principalmente pela dieta e outras medidas que possam contribuir para abaixar a pressão.

A hipertensão não tratada leva ao desenvolvimento de muitas doenças crônico-degenerativas, como a insuficiência cardíaca congestiva, a falência renal e a doença vascular periférica. É frequentemente chamada de “assassina silenciosa” porque as pessoas hipertensas podem apresentar-se assintomáticas (sem nenhum sintoma) durante anos e virem a sofrer um infarto fatal. Embora não exista cura, a prevenção e o tratamento diminuem a incidência e as sequelas da doença.

Devido à correria e ao estresse do dia a dia, não temos tempo para avaliar no que está baseada nossa alimentação. Acabamos comendo o que é mais prático e não o que é mais saudável. Iremos nos dar conta de que podemos estar com algum problema quando sentirmos algum desconforto ou mal estar e daí a hipertensão já está instalada.

Sal e Sódio

hip2

Quando pensamos em hipertensão arterial não podemos esquecer de sua relação com o excesso de sal. Muitas vezes, quando o médico aconselha tirar o sal da comida, pensamos apenas no sal da preparação dos alimentos. E esquecemos que o sódio não deixa de ser um “tipo de sal” e nem sempre tem o gosto salgado. É só pensarmos no catchup, na mostarda e no refrigerante. Quando vamos ao supermercado estamos rodeados de produtos riquíssimos em sódio. O tempero pronto industrializado, que dá aquele sabor diferenciado ao alimento, é um ótimo exemplo disso. Além de conter muito sódio, é riquíssimo em gorduras ruins que são prejudiciais ao coração. Não podemos esquecer de todos aqueles produtos prontos e congelados, pois é, são todos ricos em sódio.

Substituições

Usar e abusar das ervas aromáticas e temperos frescos (alho, cebola, salsinha, cebolinha, limão, alecrim, manjericão…), pois além de não alterar o valor calórico acentuam o sabor e permite usar menos sal nas preparações. Aqui abaixo estão alguns exemplos de substituição do sal comum:

  • Sal light

hip3

Seu teor de sódio é reduzido. Possui 50 % de sódio e 50% de cloreto de potássio. O nosso corpo retêm o cloreto de potássio menos tempo no nosso organismo o que colabora a não ter aumento da pressão.

  • Sal de ervas

hip4

Uma das técnicas é o sal de ervas. As ervas além de fornecerem um sabor às preparações, possuem atividades anti-inflamatórias e antioxidantes que podem prevenir e auxiliar no tratamento de pessoas que precisam controlar a pressão.

Receita sal de ervas:

Ingredientes:

10g de alecrim
25g de manjericão
15g de orégano
10g de salsinha
100g de sal comum

Modo de Preparo:
Bata os ingredientes no liquidificador. Guardar em pote de vidro bem fechado. Usar no lugar do sal comum.

Algumas dicas importantes para reduzir e prevenir a pressão arterial são

  • Retirar o saleiro da mesa. Esse sal de adição prejudica muito o hipertenso. Nem mesmo na salada devemos adicioná-lo.
  • Quem costuma utilizar adoçantes deve ficar atento a substância do adoçante que está consumindo. É necessário evitar sacarina sódica e o ciclamato de sódio. Se vocês repararem, estas substâncias estão presentes nas marcas mais famosas e na maioria dos alimentos diet e light dos supermercados.
  • Segundo o III Consenso Brasileiro de Hipertensão Arterial, a recomendação de sal diário para o hipertenso é de 6 gramas por dia, ou seja, 1 colher de chá de sal contando todas as preparações do dia.
  • Mas lembrem-se!!! Não é só controlando o sal que o tratamento nutricional estará sendo feito adequadamente. Você não pode esquecer de ter uma alimentação saudável. Comer de 3 a 5 porções de frutas por dia, vegetais crús e cozidos no almoço e jantar, preferir alimentos integrais e evitar frituras e excesso de óleo nas preparações dos alimentos. O excesso de gordura aumenta o risco de ter infarto. A pressão alta também. Por isso, não devemos abusar nas gorduras.
  • A bebida alcoólica é um outro vilão no tratamento do hipertenso. Não existe nenhuma dúvida. O consumo da bebida alcoólica está diretamente proporcional ao aumento da pressão arterial.
  • Perder peso ajuda a reduzir a pressão arterial;
  • Praticar exercícios físicos;
  • Não fumar;
  • Comer alimentos ricos em potássio, magnésio e cálcio, além de frutas, verduras e lacticínios magros (leite e derivados);
  • Substituir o sal por temperos naturais no preparo das refeições, como o alho, cebola, orégano, alecrim, salsa e cebolinha.

Então é isso meninas, com todos esses cuidados, a pressão arterial tem grande probabilidade de se manter estável e a pessoa hipertensa ter uma vida normal.

Beijinhos

Kênia Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: