Diabetes Mellitus

17 jun

Olá meninas, hoje o papo é sobre diabetes, um problema bem comum que vem afetando além dos adultos os jovens de hoje, podendo ser iniciada com uma resistência a insulina e progredir para diabetes. Vou mostrar a seguir como isso ocorre e o que podemos fazer para prevenir e auxiliar aqueles que já tem a diabetes.

DIA

Diabetes mellitus (DM) é uma condição na qual o pâncreas deixa de produzir insulina ou as células param de responder à insulina que é produzida, fazendo com que a glicose sanguínea não seja absorvida pelas células do organismo e causando o aumento dos seus níveis na corrente sanguínea. Existem dois tipos principais da doença. O diabetes tipo 1 (DM1) e o tipo 2 (DM2).

O DM2 é considerado uma das grandes epidemias do século XXI e afeta quase 90% das pessoas que têm diabetes, sendo o tipo mais comum. Ocorre quando o nível de glicose (açúcar) no sangue fica muito alto. A glicose é o combustível que as células do corpo usam para obter energia. O diabetes  tipo 2 ocorre quando não há produção suficiente de insulina pelo pâncreas  ou porque o corpo se torna menos sensível à ação da insulina  que é produzida – a chamada resistência à insulina. A insulina  ajuda o corpo a levar a glicose para dentro das células.

Alimentar-se de forma saudável tendo diabetes significa optar por uma variedade de alimentos em porções adequadas.

Farinha branca, arroz e batata são alimentos de alto nível glicêmico. Eles contêm o tipo de carboidrato que é digerido rapidamente, levando uma grande quantidade de açúcar para o corpo. “Os carboidratos são rapidamente absorvidos e assim criam picos de glicose indesejáveis. Quanto maior o tempo que o alimento precisa para ser digerido e absorvido, menor a elevação aguda da glicose. Por isso, recomenda-se que se usem alimentos integrais, que, pelo conteúdo maior de fibras, são absorvidos mais “lentamente”. Porém, é possível comer carboidrato sem se preocupar com o índice glicêmico.

O que se sente?

DIA2

Os sintomas do aumento da glicemia são: sede excessiva, aumento do volume urinário e do número de micções, hábito de urinar durante a  noite, fadiga, fraqueza, tonturas, visão borrada, aumento de apetite e  perda de peso. Estes sintomas clássicos do diabetes muitas vezes passam despercebidos ou não são valorizados pelos portadores desta condição.

PREFERIR:

  • Fracionar a dieta em 6 refeições diárias ou intervalo de 3-3horas;
  • Alimentos ricos em fibras (pão, arroz, biscoitos integrais, inhame);
  • 3 porções de fruta/dia;
  • Frutas frescas, no lugar de frutas em conserva;
  • Leite/iogurte/coalhada desnatados, queijo minas, ricota
  • 2 colheres (sopa) de farelo de aveia;
  • Azeite de oliva extra virgem;
  • Comece a refeição pelas saladas cruas,
  • Até 1 ovo por dia;
  • Preferir peixes mais magros, peito de frango e carne bovina magra

EVITAR:

  • Jejum prolongado;
  • Excesso de alimentação;
  • Gorduras saturadas;
  • Açúcares (sacarose, mel, melado, rapadura, sorvetes, gelatinas, geléias);
  • Adoçantes a base de frutose, sorbitol e manitol;
  • Cereais refinados (arroz, pão, biscoito, bolo e preparações feitas com farinha de trigo refinada);
  • Mistura de arroz, pão, macarrão e batata na mesma refeição;
  • Pão doce, biscoito recheado, chocolate, frituras, bebidas alcoólicas, alimentos em conserva; 

IMPORTANTE:

  • Ler os rótulos dos produtos diet, em caso de dúvida perguntar ao nutricionista;
  • Faça exercício regularmente.

DIA3

Orientações Importantes

  • Limitar o consumo de bebida alcoólica ao máximo de duas doses ao dia para homens e uma dose ao dia para mulheres, pois o consumo excessivo de mais de três doses diárias contribui para a hiperglicemia;
  • Os adoçantes considerados seguros quando consumidos em níveis aceitáveis são: Sacarina, Aspartame, Assesufame-K, Sucralose e Neotame;
  • Alcançar e manter o peso corporal adequado;
  • A maior ingestão de gorduras sobre a obesidade no diabetes tipo 2 é uma grande preocupação;
  • Preferir frutas frescas no lugar de suco de frutas e conservas, porque possui maior quantidade de fibras que tem impacto importante no tempo de digestão;
  • A ingestão de dietas com alto teor de gordura causa resistência a insulina;
  • Dietas com alto teor de fibras diminuem as necessidades de insulina no diabetes;
  • A ingestão de frutas duas a quatro porções por dia deve fornecer equilíbrio e variedade para a dieta;
  • A introdução de adoçantes representam uma boa forma de diminuir a quantidade excessiva de açúcares refinados na dieta;
  • É recomendável que se utilize uma variedade de adoçantes para evitar o consumo em excesso de um só tipo;
  • Incluir lanches planejados na manutenção do controle dietético;
  • Ter horários regulares para refeições e lanches;
  • Ler os rótulos dos alimentos;
  • È importante o espaçamento das refeições ao longo do dia sendo desaconselhado pular as mesmas;
  • Alimentos diet (refrigerantes, doces, bolos, sucos, chocolates, balas) até 3x/semana;
  • Fazer as 6 refeições diárias em horários regulares, evitando ficar longos períodos (+ de 3h) sem se alimentar; Incluir no máximo uma porção de fruta em cada refeição;
  • Na arrumação dos pratos comece pelas verduras cruas. Elas aumentarão a sensação de saciedade. Sirva-se somente uma vez de cada preparação, de acordo com as quantidades indicadas à você. Evite repetir.
  • Ter cuidado nos horários das refeições, quando for insulino dependente;
  • Preparar os alimentos ao forno e em panelas anti aderentes;
  • Preferir hambúrguer, kibe, bolinhos de carne, almôndegas com carne de soja e fazer ao forno no lugar de fritar.
  • As saladas podem ser temperadas com vinagrete ou vinagre com limão ou azeite de oliva
  • Evitar juntar duas massas em uma só refeição;
  • Praticar exercício físico com orientação médica e nutricional;
  • Caso esteja acima do peso, procure perder o excesso e manter o adequado;
  • Não fumar;
  • Limitar-se a 1 dose de álcool por dia: 44mL de bebida destilada; 120mL de vinho; 350mL de cerveja;
  • Ter atenção quando for comprar os produtos diet ler os rótulos para conhecer os ingredientes;

Usar ervas aromáticas e temperos frescos. Não alteram o valor calórico , acentua o sabor, permitindo usar menor quantidade de sal.

Bom meninas, essa foi nossas dicas para a diabetes, espero que tenham gostado.

Beijinhos

Kênia Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: